segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Centrais criticam idade mínima e regras de transição de reforma da Previdência

Presidente da Força Sindical, o líder do Solidariedade na Câmara, deputado Paulinho da Força (SP), disse hoje (5) após reunião com o presidente Michel Temer que é “inaceitável” a criação de uma idade mínima de contribuição para a aposentadoria com regras de transição que tenham como base a idade do trabalhador. A proposta do governo para a reforma da Previdência foi apresentada hoje às centrais sindicais.
De acordo com o deputado, o governo terá "muitas dificuldades” de aprovar uma proposta que coloca como idade mínima os 65 anos, cujas regras valerão integralmente para os trabalhadores abaixo de 50 anos, no caso dos homens, e de 45 anos, para as mulheres.
“Estamos de acordo que tem que ter uma reforma para todo mundo. Não pode ter privilégios. Mas não pode ter injustiças. Eu deixei claro para ele [Temer] que ele não contará com o apoio da Força Sindical para aprovar isso no Congresso”, afirmou, após se reunir com o presidente. Segundo Paulinho da Força, as centrais devem se reunir nesta terça-feira (6) para discutir estratégias de mobilização contra as mudanças na Previdência.
A proposta de emenda à Constituição que altera as regras da Previdência será encaminhada ao Congresso nesta terça-feira (6). Pela manhã, o secretário da Previdência Social do ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, dará uma entrevista coletiva para detalhar o texto.
“Vamos supor que um trabalhador que entrou numa empresa com 16 anos está hoje com 50 anos e um dia. Tem, portanto, 34 anos de contribuição e um dia. Falta um ano para se aposentar e ele vai pagar mais a metade [do que falta]. Iria então trabalhar um ano e meio a mais. Um outro trabalhador, que entrou na mesma empresa, tem 49 anos, 11 meses e um dia, ele está fora [da transição]. Teria que se aposentar só aos 65 anos”, exemplificou.
Atualmente, não há uma idade mínima para os trabalhadores se aposentarem. Eles podem pedir a aposentadoria com 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos no dos homens. Para receber o benefício integral, é preciso atingir a fórmula 85 (mulheres) e 95 (homens), que é a soma da idade e o tempo de contribuição. Durante discurso às lideranças do Congresso, Temer confirmou que haverá uma regra de transição para os trabalhadores e disse que as mudanças valerão "integralmente” para os mais jovens

O deputado disse que a Força Sindical é favorável à criação de uma idade mínima somente para as pessoas que não estão no mercado de trabalho. “Você já tem hoje uma reforma em andamento, a fórmula 85/95, que vai chegar a 90/100, tempo de contribuição somado à idade. A sugestão que fizemos foi de antecipar para 2021, já que o governo disse que não tem como chegar em 2024. A partir dali você acrescenta a expectativa de vida. À medida que as pessoas vivem mais, elas podem contribuir mais. Vou apresentar essa emenda no Congresso”, anunciou Paulinho.
Antes de se reunir com os sindicalistas, o presidente e a equipe econômica apresentaram as linhas gerais da proposta aos líderes da base aliada no Congresso Nacional Ao deixar o encontro, o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso, apresentou alguns pontos que foram anunciados com a reforma, mas disse que os parlamentares não tiveram acesso ao texto da proposta.
CUT
Convidada para o encontro entre o governo e os sindicalistas, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) não participou da reunião no Planalto, e divulgou uma nota criticando a reforma da previdência. Segundo o presidente da entidade, Vagner Freitas, a idade mínima de aposentadoria é “injusta” com os trabalhadores que entram mais cedo no mercado de trabalho.
“Uma coisa é trabalhar até os 65 anos com bons salários, plano de saúde e ambiente saudável. Outra é a rotina de um trabalhador rural ou da construção civil, que ficam expostos ao sol, a condições de trabalho inadequadas, começam a trabalhar na adolescência. A CUT jamais irá aceitar que desiguais sejam tratados de forma igual”, afirmou Freitas, conforme informou a CUT.
UGT
De acordo com o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, a proposta não foi integralmente detalhada pelo governo. Ele concordou com as críticas e sugeriu um escalonamento para diminuir a forma "abrupta" das regras de transição. "Acho que tem que ser suave [essa mudança], porque é uma das questões mais sensíveis do povo brasileiro. Não é da maneira que está sendo apresentado no Congresso que os deputados, a dois anos das eleições, não vão se sensibilizar com as pressões que faremos", disse ao sair do encontro.
Repetindo a previsão do deputado de que as centrais sindicais vão discutir como reagir às medidas, Patah disse que os trabalhadores rurais vão entrar no pacote da reforma a ser enviado pelo governo. "O que foi dito é que o valor mais elevado do déficit é das rurais, então é uma equação complexa mas que temos que buscar outras fontes de remuneração da Previdência que não seja na costa dos trabalhadores urbanos", disse.
Ivan Richard Esposito e Paulo Victor Chagas 

Janot também pediu afastamento de Renan ao Supremo

Brasília - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, durante entrevista coletiva para apresentar os resultados do primeiro ano de seu segundo mandato (Marcelo Camargo/Agência Brasil)O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também pediu hoje (5) ao Supremo Tribunal Federal (STF) o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do cargo. No entanto, o pedido foi autuado somente no início da noite, após a decisão do ministro Marco Aurélio, que determinou o afastamento com base em uma ação protocolada pela Rede.
O pedido também foi feito com base no entendimento da maioria formada no julgamento em que a Rede pede que réus sejam proibidos de presidir a Câmara dos Deputados ou o Senado. Na semana passada, Renan se tornou réu por peculato.
No mês passado, a Corte começou a julgar a ação na qual o partido pede que o Supremo declare que réus não podem fazer parte da linha sucessória da Presidência da República. Até o momento, há maioria de seis votos pelo impedimento, mas o julgamento não foi encerrado em função de um pedido de vista do ministro Dias Toffoli.
Na petição, Janot afirmou que a atividade política é muito nobre e deve ser preservada de pessoas envolvidas com “atos ilícitos, ainda mais quando já sejam objeto de ação penal em curso na Suprema Corte do país”. “A necessidade de proteger a credibilidade e a respeitabilidade das instituições nacionais é suprema, mormente na situação que o país atravessa, em que são frequentes as demonstrações de descrédito da população, atormentada por seguidos exemplos de desapreço à lei e à ética por parte de certas autoridades. Trata-se de preservar um dos alicerces da organização social e política da Nação”, disse Janot.
O pedido de afastamento feito pela PGR foi motivada pela decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato. Para o procurador, o Legislativo tem de ser presidido por “cidadãos que estejam plenamente aptos a exercer todas as missões próprias dessa magna função”. “Não é aceitável que o presidente de um dos órgãos de representação popular vocacionados a suceder o presidente da República esteja afastado de antemão dessa linha de substituição por problemas pessoais do ocupante do cargo’.
O pedido da PGR foi distribuído para o ministro Edson Fachin, relator do inquérito no qual Renan se tornou réu pelo crime de peculato. Tendo em vista que o afastamento foi proferido pelo ministro Marco Aurélio, a ação poderá perder objeto.
André Richter

Renan marca para amanhã recebimento de notificação oficial sobre decisão do STF

Na noite desta segunda-feira (5), um oficial de Justiça foi até a residência oficial do presidente do Senado, Renan Calheiros, para notificá-lo oficialmente da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio de afastá-lo da presidência da Casa. O oficial, no entanto, não foi recebido por Renan, que marcou para que  a medida fosse cumprida amanhã, às 11h, na Presidência do Senado. De acordo com Luiz Bandeira, Secretário-Geral da Casa, após as 18h o senador não era obrigado a receber a notificação, podendo agendar para o dia seguinte. Calheiros prefere que a noitificação seja feita de forma pública, de acordo com Bandeira.
Na tarde hoje, Marco Aurélio decidiu afastar Renan da presidência do Senado, atendendo um pedido liminar feito pela Rede Sustentabilidade na manhã desta segunda-feira. Desde o início da noite, Renan está reunido na residência oficial com diversos seandores, entre eles Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Congresso; Eunício Oliveira (PMDB-CE), líder do partido no Senado; Aloysio Nunes (PSDB-SP), líder do governo no Senado;  João Alberto Sousa (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética, além do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o ex-presidente José Sarney.
Ao deixar a reunião a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) disse que a liderança de Renan era importante em um momento "decisivo para o Brasil". "Nós estávamos terminando o ano legislativo, esse é um ano muito decisivo para o Brasil. O Renan tem um papel importante nessa Casa, sempre esteve agregando a liderança para construir essas pautas. Acho que nesse momento a decisão não é bpa, mas não cabe a mim apreciar a decisão do Supremo.
O senador Jorge Viana (PT-AC) também participou da reunião. Ele é o primeiro vice-presidente do Senado e deve assumir a presidência da Casa, com o afastamento de Renan.
Mariana Jungmann

Deputados alertam para caos social se acabar desconto no bilhete único no Rio

Ônibus Rio de JaneiroO fim do desconto no bilhete único intermunicipal, utilizado por cerca de 5 milhões de pessoas na região metropolitana do Rio de Janeiro, poderá revoltar a população e levar a um caos social, alertaram deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) durante audiência pública nesta segunda-feira (5) para tratar do tema. No domingo (4), uma liminar da Justiça determinou que as empresas de transporte garantam descontos nas integrações, ainda que o governo do estado esteja com parcela do subsídio em atraso.
O deputado Carlos Osório (PSDB), que já foi secretário de Transportes do estado, disse que poderá ocorrer inquietações nas ruas caso não se resolva a situação, pois as empresas de transporte chegaram a anunciar que não vão mais fazer a integração das viagens com desconto no valor da tarifa. Nesta segunda-feira, passageiros de ônibus intermunicipais pagaram tarifa cheia, o que deixou muita gente irritada, pois não teria como arcar com o custo integral todos os dias.
“O bilhete único intermunicipal é o maior programa social do Rio de Janeiro, que beneficia diariamente milhões de pessoas na região metropolitana. A suspensão, da noite pro dia, de forma intempestiva, gerou uma enorme intranquilidade. A paralisação deste serviço pode levar a uma ruptura do tecido social, gerar uma convulsão social”, disse Osório, sendo apoiado por outros deputados presentes.
O deputado disse que, em 2013, houve uma grande manifestação no Brasil inteiro por conta de R$ 0,20 na tarifa de ônibus. “Aqui no Rio, se o bilhete único for descontinuado, impedirá pessoas de chegarem no seu trabalho em um momento gravíssimo de crise econômica em nosso estado. Houve uma grande falta de sensibilidade social e de senso de responsabilidade como concessionários de transporte público. Isto é injustificável”, declarou o deputado.
Representantes das empresas de metrô, barcas, trens e ônibus estiveram presente. O único modal que não cumpriu a determinação judicial nesta segunda-feira foi o de ônibus, alegando dificuldades operacionais. Nos demais, a tarifa ofereceu descontos. Na liminar, a Justiça fixou multa de R$ 500 mil por dia se a ordem fosse descumprida. O estado do Rio paga cerca de R$ 13 milhões por semana às empresas como subsídio, mas está com uma parcela de R$ 17 milhões em atraso. Em cinco anos, segundo o governo, foram repassados às empresas cerca de R$ 3,2 bilhões.
A Federação dos Transportadores de Passageiros (Fetranspor) foi representada por seu diretor jurídico, Rodrigo Maciel, que sustentou ser impossível para as empresas trabalhar sem receber o que lhes é devido. Segundo ele, muitas empresas de transporte são de pequeno porte e têm compromissos e contas para pagar, não podendo prescindir do valor a ser repassado pelo governo. "Como as empresas vão conseguir operar sem receber uma parte substancial das suas receitas? Muitas não vão suportar, há um risco de paralisação do transporte coletivo", disse Rodrigo.
Uma das soluções emergenciais para o impasse, segundo a Defensoria Pública, que estava presente, pode ser um montante de R$ 92 milhões, que está bloqueado pela Justiça, referentes a créditos não utilizados pelos passageiros, que ficaram acumulados, sob guarda da Fetranspor. O governo do estado entrou na Justiça para utilizar esses recursos, mas a demanda ainda está em disputa.
O bilhete único intermunicipal atende a 20 municípios da região metropolitana, permitindo que o usuário utilize dois transportes, sendo um deles intermunicipal, pagando um valor máximo de R$ 6,50.
Vladimir Platonow

AS FESTAS JÁ ESTÃO AI, FELIZ NATAL E PROSPERO ANO NOVO DO BLOG DO ELVIS BEZERRA


Mais um Natal esta chegando e mais um Novo Ano se aproxima, e eu sinto o meu coração novamente feliz e pleno por ter vocês amigos leitores fazendo parte de minha vida. Dias como estes só são especiais porque tenho amigos como vocês.

É hora de deixar para trás aquilo que nos trouxe tristeza, e tudo de mau que vivemos. Natal é renascimento! Vamos levar conosco para o Novo Ano apenas as lições que aprendemos e as boas memórias de tudo o que vivemos de feliz.

Um Feliz Natal, um 2017 maravilhoso a todos vocês, meus queridos leitores, e que o Ano Novo de 2017, chegue trazendo muitas felicidades e realizações para todos nós. Boas Festas a cada um leitor amigo do Blog Elvis Bezerra!

Nino,s Bar



MARMORARIA GRANFORTH


WhatsApp para de funcionar em smarts antigos

whatsapp foneO WhatsApp anunciou em seu blog oficial que pretende estender o suporte para alguns celulares das marcas BlackBerry e Nokia. De fato, a confirmação veio por meio de um update na postagem publicada em fevereiro deste ano, quando a fabricante anunciou este suporte pela primeira vez.
O apoio será estendido até 30 de junho de 2017 apenas para os smartphones com os sistemas BlackBerry OS, BlackBerry 10, Nokia S40 e Nokia Symbian S60. Desta forma, ficam de fora os aparelhos com Android 2.1 e 2.2, Windows Phone 7 e a dupla iPhone 3GS/iOS 6, que terão o suporte encerrado ao final de 2016, como planejado anteriormente.

OAB visita a cadeia pública de Mossoró e constata problemas


f3fac6f1a7798ea2f726023ae7be09a2 (1)Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Mossoró, realizaram, nesta segunda-feira (5), visita institucional à Cadeia Pública Juiz Manoel Onofre de Souza, que fica na zona rural de Mossoró. A OAB apresentou à direção do estabelecimento algumas reivindicações da advocacia, como a disponibilização de local adequado para os advogados atenderem os internos. Além disto, ouviu as reivindicações de agentes penitenciários estaduais e policiais militares que trabalham no local. As principais queixas referem-se à falta de estrutura e déficit de efetivo, agravados pela superlotação da cadeia. A OAB estudará medidas que poderão ajudar a unidade.
Os advogados Canindé Maia (presidente da OAB/Mossoró), Rogério Barroso (Comissão de Direitos Humanos), Jefferson Freire (Direito Criminal) e Williams Segundo (Segurança Pública) conversaram com o diretor da cadeia, José Fernandes, e com os demais servidores que trabalham no estabelecimento carcerário. A OAB apresentou primeiramente algumas das reivindicações feitas pelos advogados que atuam na cadeia, solicitando por exemplo a designação de uma sala adequada para que seja feito o atendimento aos internos, respeitando as prerrogativas funcionais dos advogados. A direção alegou falta de estrutura, mas comprometeu-se em analisar os pleitos da OAB.

TCE emite parecer prévio pela aprovação com ressalvas das contas do Executivo Estadual em 2015


thumbnail_Conselheiro Gilberto Jales apresenta voto durante sessãoO Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) decidiu emitir parecer prévio favorável à aprovação, com ressalvas, das contas do governador Robinson Faria relativas ao exercício financeiro de 2015. O parecer será enviado para a Assembleia Legislativa do RN, a quem cabe, com base na análise da Corte, julgar as contas do Governo.
O processo foi relatado pelo conselheiro Gilberto Jales, cujo voto foi aprovado por unanimidade. Segundo o voto do conselheiro, a aprovação com ressalvas se deu porque as constatações do relatório técnico “são de natureza formal, seja por descumprimento de exigências legais e regulamentares, seja por se tratarem de impropriedades técnicas, não comprometendo a aprovação das contas sob apreço”.

PRF realiza o último Comado de Saúde nas rodovias no ano de 2016


weayay (1)A Polícia Rodoviária Federal, o SEST/SENAT (Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) e o CEREST/RN (Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador) da Secretaria Estadual de Saúde, promovem o último Comando de Saúde nas Rodovias (CSR) de 2016.
O evento acontecerá na próxima quarta-feira (7), das 8h às 16h, no posto de combustível Olinda III, situado no quilômetro 38 da BR 304, em Mossoró, e contará também com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde daquela cidade.

Auditores paralisam atividades por 24h por causa de atrasos salariais em Natal

Os auditores fiscais do município de Natal paralisam as atividades por 24 horas nesta terça-feira (6). A parada é um protesto contra os atrasos de salários por parte da Prefeitura de Natal que ainda não efetuou o pagamento do mês de outubro dos servidores que recebem acima de R$ 7 mil.
A Associação dos Auditores Fiscais do Município de Natal (ASAN) ressalta que os repasses de FPM e ICMS para a Prefeitura de Natal tiveram um aumento de 40,86% – acima da inflação dos últimos 12 meses – em novembro de 2016 em relação a novembro de 2015. Além disso, a arrecadação própria do município (IPTU, ISS) vem apresentando constantes aumento no decorrer de 2016, o que revela que a crise nas finanças municipais não é fruto de queda de arrecadação.

Procuradores-gerais manifestam preocupação quanto à nova Lei de Abuso de Autoridade


procuradoresOs procuradores-gerais do Ministério Público da União e dos Estados manifestam preocupação quanto à urgência aprovada, pelo Senado Federal, para a tramitação do Projeto de Lei 280/2009, e à aprovação, pela Câmara dos Deputados, do chamado crime de abuso por membros do Ministério Público e do Poder Judiciário, entre outras medidas não compatíveis com a melhoria do sistema punitivo brasileiro.
O entendimento dos procuradores-gerais consta na Declaração de Brasília, assinada nesta segunda-feira, 5 de dezembro, na Procuradoria-Geral da República (PGR), durante reunião extraordinária convocada pelo presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e procurador-geral da República, Rodrigo Janot

Proposta prevê financiamento de energia solar para imóveis do Minha Casa


painel-de-energia-solar-da-renova-green-1471386376072_615x300O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, assinou nesta segunda-feira (5), em São Paulo, a proposta que permite ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) usar energia solar em residências do Programa Minha Casa, Minha Vida.
A proposta foi elaborada pelo presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, e pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo. O documento foi assinado durante 12º ConstruBusiness, Congresso Brasileiro da Construção, feito pela Fiesp.

Gasolina mais cara a partir de amanhã

gasolina2A Petrobras decidiu elevar o preço da gasolina e do diesel. A estatal anunciou alta de 9,5% no diesel e de 8,1% na gasolina. Os preços começam a valer na meia noite desta terça-feira.
Se o ajuste feito hoje for integralmente repassado, sem alteração das demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode subir 5,5% ou cerca de R$ 0,17 por litro, e a gasolina 3,4% ou R$ 0,12 por litro.

Justiça desaprova prestação de contas de Rosalba e vice

Blog Carol Ribeiro

A 34ª zona do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), acaba de emitir relatório pela desaprovação das contas de Rosalba Ciarlini (PP) e sua vice, Nayara Gadelha (PP), referente às eleições deste ano.
Entre possíveis falhas encontradas, o analista que assina o documento se refere à inconsistência das sobras de campanha declaradas.
“Ora, como pode haver sobras de campanha e dívidas não quitadas ao mesmo tempo”, escreve o relator.

Manifestação da defesa
Rosalba Ciarlini declarou que possui sobras de campanha de R$ 17.384,55, provenientes do fundo partidário e de outros recursos, ao mesmo tempo em que declara dívidas de campanha.
O relatório cita ainda o débito de R$ 600 mil reais e o não registro de gastos com pessoal na prestação de contas.
O juiz Claudio Mendes, titular da 34ª zona eleitoral, determinou o prazo de 72 horas para que as candidatas eleitas se manifestem sobre o relatório.
Consequências
O que acontece com Rosalba Ciarlini se ela tiver as contas da campanha de 2016 reprovadas? Nada.
Para que haja alguma consequência, é necessário que exista uma ação subsequente contestando o mandato da prefeita eleita a partir da desaprovação das contas.

FELIZ NATAL, E UM ANO NOVO CHEIO DE PAZ: TRAIRY TINTAS


AVENIDA RIO BRANCO 500
Santa Cruz RN
(84) 9 9944-2291 / 9 914-28476 / 9 8730-0961

"Desejo que neste Natal a luz do Menino Jesus ilumine seus caminhos para que jamais se sinta sozinho ou perdido nessa maravilhosa jornada que chamamos de vida."
"Dia 25 de dezembro é o aniversário de Jesus, um pequeno menino que nasceu para trazer muita luz. Desde que chegou a terra os homens já o perseguiam, mas 3 reis magos o encontraram após seguir a estrela guia. Com mirra, ouro e incenso o presentearam, pois já sabiam que o filho de Deus foi mandado para salvar os homens que pecaram. Nesta data tão importante nos que fazemos a "TRAIRY TINTAS" pedimos ao menino Jesus que traga suas bênçãos sobre todos nós e ilumine nossos caminhos com a sua luz." Feliz Natal e Prospero Ano Novo!

S.A Acessórios


Luiz Zveiter é eleito para presidência do TJRJ, pela segunda vez

O desembargador Luiz Zveiter foi eleito hoje (5) presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) para o biênio 2017/2018. Ele recebeu 113 votos, contra 47 da desembargadora Maria Inês da Penha Gaspar, que também concorria ao posto. Zveiter será empossado em fevereiro de 2017, retornando ao cargo que já exerceu no período de 2009/2010. Ele ocupou ainda o cargo de corregedor-geral da Justiça nos anos de 2007 e 2008.
Segundo informou a assessoria de imprensa do TJRJ, para o cargo de corregedor-geral da Justiça foi eleito o desembargador Cláudio de Mello Tavares, com 97 votos. Já a desembargadora Elizabete Filizzola Assunção foi eleita para a 1ª vice-presidência do Tribunal, enquanto os desembargadores Celso Ferreira Filho e Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo ocuparão os cargos de 2º e 3º vice-presidentes na nova gestão, respectivamente.
Para diretor-geral da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), foi eleito o desembargador Ricardo Rodrigues Cardozo, com 100 votos. (Alana Gandra)

Exército assina termo de ajustamento de conduta para uso de animais em eventos

Manaus - Juma, a onça-pintada que participou da cerimônia de revezamento da Tocha Olímpica em Manaus, foi abatida com um tiro de pistola no Centro de Instrução de Guerra na Selva, depois de tentar escapar do local O Exército se comprometeu a adotar medidas corretivas em relação a manutenção e exposição de animais silvestres sob a responsabilidade da instituição. Um termo de ajustamento de conduta ambiental foi firmado na última sexta-feira (2) com o Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM). A medida foi motivada pela morte da onça Juma, em junho deste ano, após uma programação da passagem da tocha olímpica em Manaus. Na época, o MPF entrou com uma ação na Justiça para impedir o Exército de continuar a utilizar animais em eventos públicos e obrigá-lo a pagar uma indenização pela morte do felino.
Segundo o procurador da República Rafael da Silva Rocha, pelo acordo, o Exército assumiu o compromisso de obter, em até dois anos, toda a documentação necessária para desenvolver legalmente as atividades com animais silvestres no âmbito do Comando Militar da Amazônia (CMA). Nesse período, não haverá exibição de animais em eventos da instituição.
“O Exército pode continuar desenvolvendo o trabalho que já realiza com animais silvestres, receber esses animais, tratar esses animais. É importante, inclusive, reconhecer que é um órgão de referência em relação aos felinos, mas precisa fazer dentro da legalidade. E dentro da legalidade significa desenvolver essas atividades com todas as licenças, autorizações e permissões exigidas pela legislação”, disse o procurador.
Pelo termo de ajustamento de conduta, o Exército deverá estabelecer um dia por mês de entrada gratuita no zoológico do Centro de Instrução de Guerra (Cigs), em Manaus. Essa é uma das medidas compensatórias pela morte da onça Juma que foram definidas pelo MPF no lugar do pagamento de indenizações.
“A concessão que o Ministério Público Federal fez foi substituir esses pedidos de indenização por medidas compensatórias. Uma delas é permitir o acesso gratuito da população no zoológico do Cigs. Tem outras medidas. O Exército vai continuar desenvolvendo os projetos de sustentabilidade que já vem desenvolvendo e também se comprometeu a desenvolver ações de apoio aos órgãos que são responsáveis pela governança ambiental no Amazonas”, explicou.
O cumprimento do acordo será acompanhado pelo Ministério Público Federal do Amazonas. O Exército deverá enviar ao órgão, uma vez por ano, um plano de trabalho com as ações que pretende fazer, como projetos e atividades de educação ambiental, científica e cultural, ações de fiscalização ambiental, acolhimento e tratamento de animais, entre outras ações. Caso haja descumprimento de obrigações ou atraso, a instituição poderá pagar multa diária de R$ 1 mil por cada atividade que deixar de ser desenvolvida.
A reportagem não conseguiu contato com o Comando Militar da Amazônia em Manaus. Também solicitou um posicionamento do Exército em Brasília e aguarda retorno.
A onça Juma foi abatida após a cerimônia de passagem da tocha olímpica pelo Centro de Instrução de Guerra. O felino conseguiu se soltar das correntes e avançou nos tratadores. Segundo o MPF, o Exército não tinha autorização de órgãos ambientais para transportar e expor o animal no evento.
Bianca Paiva

Militares, PMs e bombeiros ficam de fora da Reforma da Previdência

A proposta de Reforma da Previdência que será encaminhada pelo governo nesta terça-feira (6) não vai incluir a aposentadoria dos militares das Forças Armadas. De acordo com os parlamentares que participaram do encontro com o presidente Michel Temer, a mudança nas regras previdenciárias dos militares será encaminhada em forma de projeto de lei, e não no texto da Proposta de Emenda à Constituição que será enviado amanhã (6).
De acordo com o líder do PSD na Câmara, deputado Rogério Rosso (DF), os policiais militares e os bombeiros também ficarão de fora da reforma. Ele explicou que, de acordo com o governo federal, esse assunto será discutido separadamente em cada estado.
Já sobre aposentadoria de parlamentares, Rosso e o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), informaram que estarão no regime geral como previdência única, incluindo também os servidores públicos e privados. A exceção será para os que já têm direito à aposentadoria conforme as regras atuais. “Os direitos adquiridos serão mantidos e preservados. As regras de transição serão feitas a partir de 50 anos”, afirmou Rogério Rosso.

O deputado afirmou que o governo ainda vai definir como ficará a aposentadoria rural. De acordo com ele, o Planalto finalizará o texto até amanhã, já que o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, discute neste momento a proposta com as centrais sindicais.
“Não foi distribuído nenhum texto. [A intenção do governo é] deixar para o Congresso os grandes debates. De fato os técnicos dizem que um dos grandes déficits da Previdência é a questão da Previdência Rural, mas que também estão definindo entre hoje e amanhã, mas estão deixando para o Congresso fazer esse debate”, disse Rogério Rosso.
Regras de transição
Segundo o senador Romero Jucá, as regras de transição terão como idade mínima dos homens 50 anos, e das mulheres, 45. Ele explicou que as Forças Armadas estarão de fora do regime porque o setor é regulado não pela Constituição, mas por uma lei própria. A proposta de Reforma da Previdência estipula uma idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e mulheres. Atualmente, não há uma idade mínima para os trabalhadores se aposentarem.
“É um regime para todos, com a igualdade, com a idade mínima de 65 anos para homens e mulheres. Por decisão de manter as conquistas e dos direitos adquiridos não haverá nenhum tipo de diminuição do pagamento que está sendo feito hoje”, disse o parlamentar.
Paulo Victor Chagas e Ivan Richard Esposito

Consumo de eletricidade cai 2,8% em outubro no Brasil, informa ministério

O consumo de energia elétrica no Brasil caiu 2,8% em outubro, menor variação mensal desde março, informou hoje (5), no Rio de Janeiro, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia. De acordo com a empresa, o resultado reflete o efeito das temperaturas mais amenas e a conjuntura econômica adversa.
A pior queda de consumo de eletricidade do ano foi apresentada pelo setor de comércio e serviços (-6,9%). Também os setores residencial e industrial mostraram redução do consumo de 2,5% e 1,7%, respectivamente, em comparação a igual mês do ano anterior. No setor residencial, a queda ocorre após sete meses consecutivos de aumento do consumo, destacando a Região Centro-Oeste, com baixa de 8%. O consumo da classe comercial acompanha o desaquecimento econômico.
O segmento industrial que mostrou maior queda no consumo de eletricidade em outubro foi o de extração de minerais metálicos (-18,4%). Em contrapartida, a metalurgia permaneceu como principal segmento de consumo industrial de eletricidade no país, com expansão de 8,4%. De acordo com a EPE, essa alta se deveu, em especial, às feroligas, à siderurgia e à metalurgia dos metais não-ferrosos de Minas Gerais, cujo consumo de eletricidade evoluiu 32,8%.
Nos últimos 12 meses, o consumo de energia caiu 1,6%, puxado principalmente pela indústria, que mostrou retração de 4,5%, informou a EPE.
Alana Gandra

Jucá diz que afastamento de Renan não prejudicará votação da PEC do Teto



Brasília - O senador Romero Jucá fala à imprensa, no Palácio do Planalto, após reunião com o presidente Michel Temer e líderes da base aliada no Senado (Valter Campanato/Agência Brasil)O líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR), disse hoje (5) que o afastamento do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado não prejudicará votações consideradas importantes para o governo, como a proposta de emenda à Constituição 55, que cria um teto de gastos para as despesas públicas nos próximos 20 anos.
“Existe um calendário acertado com o [ex] presidente Renan, com toda a Mesa Diretora, com os líderes e com os partidos. Esse calendário será respeitado, independentemente de quem esteja presidindo a sessão”, minimizou Jucá.
Com o afastamento de Renan Calheiros por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), quem assume a presidência do Senado é o vice, senador Jorge Viana (PT-AC), que tem posição contrária à PEC do Teto de Gastos. Como presidente, ele tem a prerrogativa de pautar as matérias que serão votadas pelo plenário da Casa.
Logo após a decisão do STF, o líder da minoria no Senado, Lindberg Farias (PT-RJ), infomou que pediria ao novo presidente da Casa o adiamento da votação da PEC. Segundo ele, diante da instabilidade institucional, não há clima para votação da proposta
Para Jucá, no entanto, prevalecerá o acordado com as lideranças antes do afastamento do colega de partido da presidência da Casa. “Iremos cumprir o acordado com os senadores e com o país. Portanto, o calendário de votar o segundo turno [da PEC] no dia 13 e promulgar no dia 15 está mantido, independentemente de qualquer decisão judicial”, afirmou o líder do governo no Congresso.

Já o vice-líder do governo na Câmara, deputado Darcício Perondi (PMDB-RS), disse acreditar que o afastamento de Renan Calheiros compromete a votaçao da PEC do Teto de Gastos. “Foi uma decisão irresponsável. Tem de ter noção do quadro fiscal. Isso [o afastamento] compromete a PEC. Isso é não ter visão”, reclamou Perondi.
Ivan Richard Esposito e Paulo Victor Chagas

Auditores paralisam atividades por 24h por causa de atrasos salariais em Natal

Os auditores fiscais do município de Natal paralisam as atividades por 24 horas nesta terça-feira (6). A parada é um protesto contra os atrasos de salários por parte da Prefeitura de Natal que ainda não efetuou o pagamento do mês de outubro dos servidores que recebem acima de R$ 7 mil.
A Associação dos Auditores Fiscais do Município de Natal (ASAN) ressalta que os repasses de FPM e ICMS para a Prefeitura de Natal tiveram um aumento de 40,86% – acima da inflação dos últimos 12 meses – em novembro de 2016 em relação a novembro de 2015. Além disso, a arrecadação própria do município (IPTU, ISS) vem apresentando constantes aumento no decorrer de 2016, o que revela que a crise nas finanças municipais não é fruto de queda de arrecadação.
A ASAN tenta uma audiência com o prefeito Carlos Eduardo Alves desde o dia 14 de novembro para debater os efeitos da atual crise na manutenção dos serviços públicos, especialmente no que diz respeito ao cumprimento do calendário de pagamento dos servidores, mas não obteve sequer um retorno do gestor.
Os auditores lamentam a falta de diálogo e transparência por parte da gestão municipal e paralisam as atividades nesta terça (6) com o objetivo de cobrar uma solução da prefeitura em relação ao pagamento dos salários.

Blog do BG

Avião de Xuxa é atingido por raio e faz pouso de emergência em Brasília


Resultado de imagem para AVIÃO COM XUXA FAZ POUSO DE EMERGENCIAXuxa Meneghel passou por um grande susto durante um voo na tarde desta segunda-feira (5).
A apresentadora voava para Teresina, capital do Piauí, quando a aeronave em que estava foi atingida por um raio.
O piloto rapidamente tomou providências e precisou fazer um pouso de emergência em Brasília.
Xuxa publicou um vídeo em seu Facebook onde aparece usando máscara de oxigênio.
Sem falar nada, ela escreveu na legenda: “Gente… perdão, não poderei chegar no Piauí… nosso avião foi atingido por um raio e fizemos um pouso de emergencia em Brasília”.
E tranquilizou os fãs: “Graças a Deus tudo bem com a gente”.
A loira lançaria em Teresina mais uma unidade de sua empresa de festas, a Casa X.
O NaTelinha procurou a assessora direta de Xuxa, Tatiana Maranhão, que confirmou o fato: “Tá tudo bem graças a Deus. A Xuxa estava vindo pra Teresina pra inauguração da Casa X, quando o jato foi atingido por um raio. Aí despressurizou a cabine e eles tiveram que fazer um pouso forçado. Estavam com a Xuxa, o Junno (namorado), o José Carlos (sócio na empresa) e a Mônica Muniz (empresária). Mas está tudo bem”.
UOL

Aborrecido com ação “insignificante”, juiz dá R$ 10 do próprio bolso para encerrar causa

7f86beb1603a51b9b39b7f5188bf4f51d270_decisao R$ 8,10. Essa foi a quantia que levou um cidadão de Belém, no Estado do Pará, a acionar o Judiciário. O autor alegava que desembolsou o valor para receber em casa o Certificado de Registro de Veículos do Detran, o que não aconteceu porque a autarquia informou o endereço errado.
A “fortuna” e a insignificância da causa irritaram o juiz de Direito João Batista Lopes do Nascimento, da 2ª vara da Fazenda da capital, que decidiu deixar nos autos, dentro de um envelope, uma nota de R$ 10 para encerrar a questão (v. abaixo).
“O Poder Judiciário tem questões sérias e urgentes para solucionar, não podendo se ocupar com uma querela sem nenhuma importância como esta.”
Sobrou até para a Defensoria Pública, que assistia o jurisdicionado, a qual, segundo o magistrado, “parece ter tempo de sobra”.
“A ação proposta é insignificante para mover todo o aparato judicial, sobretudo porque aqui aportam diariamente pedidos relevantíssimos e urgentes relacionados à saúde, ilícitos florestais de grande monta, ações por improbidade administrativa etc.”
Processo: 0003048-19.2013.8.14.0301
Migalhas

Blog do BG

Ministro do STF afasta Renan da presidência do Senado

Por G1
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello concedeu liminar (decisão provisória) nesta segunda-feira (5) para afastar Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado.
O ministro atendeu a pedido do partido Rede Sustentabilidade e entendeu que, como Renan Calheiros virou réu no Supremo, não pode continuar no cargo em razão de estar na linha sucessória da Presidência da República.
“Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros. Com a urgência que o caso requer, deem cumprimento, por mandado, sob as penas da Lei, a esta decisão”, afirma o ministro no despacho.
Na semana passada, o plenário do Supremo decidiu, por oito votos a três, abrir ação penal e tornar Renan réu pelo crime de peculato (apropriação de verba pública).
Segundo o STF, há indícios de que Renan fraudou recebimento de empréstimos de uma locadora de veículos para justificar movimentação financeira suficiente para pagar pensão à filha que obteve com a jornalista Mônica Veloso.
E também há indícios de que usou dinheiro da verba indenizatória que deveria ser usada no exercício do cargo de Senador para pagar a locadora, embora não haja nenhum indício de que o serviço foi realmente prestado.
Antes, em novembro, o Supremo começou a julgar ação apresentada pela Rede sobre se um réu pode estar na linha sucessória da Presidência. Para seis ministros, um parlamentar que é alvo de ação penal não pode ser presidente da Câmara ou presidente do Senado porque é inerente ao cargo deles eventualmente ter que assumir a Presidência.
O julgamento, porém, não foi concluído porque o ministro Dias Toffoli pediu vista, ou seja, mais tempo para analisar o caso.

Juiz Federal Marco Bruno lançará livro, em São Paulo, sobre cooperação jurídica internacional; em Natal, dia 15


????????????????????????????????????O Juiz Federal Marco Bruno Miranda Clementino lançará, na próxima quarta-feira(07), em São Paulo, o livro “Cooperação Jurídica Internacional Penal – Tributária e Transnacionalidade”. A obra está sendo publicada pela editora Quartier Latin.
O livro traz a tese de doutorado do magistrado, onde ele aborda a cooperação jurídica como trabalho essencial para identificação de crimes como a lavagem de dinheiro. Na obra, o Juiz Federal Marco Bruno ressalta que a partir da troca de informações é possível investigar e punir crimes envolvendo divisas internacionais.
O lançamento em São Paulo ocorrerá durante o Congresso Brasileiro do Instituto Brasileiro de Estudos Tributários (IBET), às 19h, no hotel Renaissance.
Em Natal, a obra será lançada na próxima quinta-feira, dia 15 de dezembro, às 17h30, na Justiça Federal do Rio Grande do Norte.
JFRN

Senador do PT que vai assumir o senado disse em conversa que tem “subir o tom” e “enfrentar” o juiz Moro


Senador Jorge VianaCom o afastamento liminarmente do Presidente do Senado, Renan Calheiros, quem assume interinamento o senado é o senador do PT do Acre, Jorge Viana.
No dia 16 de março, a revista Veja publicou um dialogo do Senador com o compadre do ex-presidente Lula, o advogado Roberto Teixeira, na conversa o senador fala que tem que enfrentar o juiz Sérgio Moro.
Segue:
Em conversas monitoradas com autorização judicial, o advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula, fala com o senador Jorge Viana (PT-AC) em 4 de março. Ante o avanço das investigações da Lava-Jato sobre Lula, o senador fala em “subir o tom” e “enfrentar” o juiz Moro.
JORGE: Alô?
ROBERTO TEIXEIRA: JORGE?
JORGE: Oi, ROBERTO. Eu sei que você tá tão atarefado, mas eu precisava.. eu to aqui no Acre, no interior, querendo ir pra Brasília, desde cedo tô me deslocando de carro, mas primeiro ser solidário aí com vocês e eu vi a nota de vocês, eu acho que foi a coisa mais coerente que eu vi até agora..
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito.
JORGE: Eu quero só passar uma ideia de quem tá longe, e que ao mesmo tempo sofre como se tivesse perto.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito.
JORGE: Eu acho que a fala do presidente foi bom, mas ela foi muitos tons abaixo do que deveria ser.
ROBERTO TEIXEIRA: Certo.
JORGE: Talvez.. olha a minha ideia.. falei até com o DAMOUS. Talvez seja a única oportunidade que o presidente tem de por fim à essa perseguição, essa caçada contra ele. Se numa segunda-feira, por exemplo, reflitam sobre isso, ele chamar uma coletiva e comprar e estabelecer uma relação, um diálogo com seu MORO pela, ao vivo, MORO, PROMOTORES, DELEGADOS, dizendo que ele não aceita mais que ele persiga a família dele porque ele tá agindo fora da lei, os promotores fulano e ciclano estão agindo fora da lei, os delegados fulano e ciclano e quem age fora da lei é bandido e que se ele quiser agora vim prendê-lo, que venha, mas não venha prender minha mulher, prender meus netos, nem meus filhos.. E forçar a mão nele pra ver se ele tem coragem de prender por desacato a autoridade, porque aí, aí eles vão ter uma comoção no país, porque ele vai tá defendendo a família dele, a honra dele.. dizer: olha, eu estou defendendo a minha honra, você está agindo fora da lei, quem age fora da lei é bandido.. me sequestraram, me colocaram.. eu não sei, tinha que pensar algo parecido com isso e dar uma coletiva e provocar e dizer que não vai aceitar mais..
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito.
JORGE: Não aceita, em hipótese nenhuma.. se rebelar.. greve de fome, alguma situação.. você tem também alguma insubordinação judicial, não aceito mais ser investigado por esse bando que tá agindo fora da lei e querendo alcançar minha família, minha mulher, meus filhos e meus netos. Não aceito mais. Me prendam. Se prenderem ele, aí vão prender e tornar um preso político, aí nós fazemos esse país virar de cabeça pra baixo. Fora disso eu não vejo saída (ininteligível)
ROBERTO TEIXEIRA: É.. mas isso, mas viu, JORGE, ele anunciou isso, falou isso, ele disse que vai varrer o Brasil inteiro, vai denunciar isso o tempo todo..
JORGE: Isso não funciona.
ROBERTO TEIXEIRA: E agora..
JORGE: Não tem clima no interior do Brasil pra ele vir, pra ele andar. Ele tem que fazer uma ação ao vivo chamando coletivas, isso é mais forte do que ele fazer comício, fazer coisa.. gente, o clima tá muito ruim contra nós, não há uma comoção. Ele tem que botar a família dele, fazer a defesa e virar a fazer..
ROBERTO TEIXEIRA: Entendi.
JORGE: E fazer um confronto direto com eles. Se não fizer isso agora, não tem clima pra andar no Brasil.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito.
JORGE: Esses caras tão trabalhando há muito tempo esse ambiente. (ininteligível).
JORGE: Diga: me prenda, eu estou aqui. Vou ficar nesse endereço esperando a chegada dos seus subalternos com o mandado de prisão. Se ele prender, o LULA vira um preso político e vira uma vítima, se não prender, ele também se desmoraliza. Tem que virar o jogo agora. Esse negócio de andar o Brasil, de falar, isso não vai funcionar, isso foi num passado distante. Tem clima, e isso tem que ser feito urgente, porque senão no dia 13 vai ter milhões de pessoas na rua querendo a prisão do LULA. Eu to dando um toque, eu to no andar de baixo andando e é só mais pra vocês refletirem um pouco se puder.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito. Vamo, vamo refletir sim, vamo transferir isso aqui. Ele agora vai estar num ato aqui dos bancários, que ele vai agora falar pro povo, né? E..
JORGE: Eu não sei, mas você fala, diz: ó, foi uma possibilidade, LULA, existe greve de fome quando alguém se rebela e não aceita determinadas coisas, na parte judicial, porque ninguém do Supremo vai dar colhida mais ao LULA, mas tem muitas manifestações favoráveis. Se o LULA colocar como o defensor da família dele, da mulher, dos filhos e desafiar e dizer que eles tão agindo fora da lei, como agiram hoje fora da lei, quem age fora da lei é bandido e dizer: vocês são bandidos, agiram foram da lei. Só vai ter uma saída: ou o cara prende ele ou fica desmoralizado. Não aceito mais. Que o judiciário ponha um juiz isento pra me investigar, ponha um promotor isento pra me investigar, ponha é.. é.. delegado da polícia federal isento.. esse MOSCARDI veio aqui no Acre, fez uma operação contra o PT, nós denunciamos pro ZÉ EDUARDO CARDOSO, entramos com uma representação há seis anos contra esse delegado que pegou o presidente hoje. Ele é um inimigo do PT e tava lá. Agora, o presidente não tem outra oportunidade. Pra mim ele tem que fazer no máximo até segunda-feira, chamar uma coletiva e insubordinar e dizer que não aceita mais, não aceita mais e dizer: olha, vocês estão agindo fora da lei, e quem age fora da lei é bandido (ininteligível) o senhor está agindo como bandido, e o senhor não tem moral de me apurar de me investigar, eu to falando como cidadão, não é como ex-presidente, cidadão. Aqui está a constituição. Pense nisso. Reflita, porque nós não vamos ter outra oportunidade igual ao dia de hoje, não.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito. Eu vou pensar e transferir. Eu vou passar essa informação. Qual é o nome daquele delegado que você falou que já fez problemas aí?
JORGE: O.. esse MOSCARDI. O MOSCARDI, eram três.
ROBERTO TEIXEIRA: MOSCARDI?
JORGE: MOSCARDI. Esse cara fez uma operação, G7, aqui no Acre, contra o governador TIÃO VIANA. Ele declaradamente (ininteligível) eleição, contra o PT, contra tudo. Denunciamos pro ZÉ EDUARDO CARDOSO várias vezes que era uma ação dirigida, que ele tem ódio. Ele demonstrou várias vezes. Agora ele tá lá agindo contra o presidente LULA. É o mesmo.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito. MOSCARDI. Tá bom.
JORGE: O governador TIÃO VIANA sabe bem disso.
ROBERTO TEIXEIRA: Perfeito. Eu vou.. (ininteligível)
JORGE: Agora, ROBERTO, reflita. Têm coisas que só tem um momento de virar o jogo.
ROBERTO TEIXEIRA: Certo.
JORGE: Essa ação deles hoje foi uma barbeiragem. O ministro MARCO AURÉLIO, todo mundo, mas na segunda ou na terça eles vão consertar.
ROBERTO TEIXEIRA: Sei.
JORGE: (ininteligível) Eles tão botando a receita agora. Se o presidente LULA fizer isso ele vai virar e vai deixar de ser uma ação jurídica e vai ser uma ação política. O presidente LULA precisa transformar esse confronto numa ação política. Eles tão se rebelando, só dizendo que não aceita mais o MORO, que agora se ele mandar um ofício ele não vai, e dizer que ele tá agindo fora da lei, chamar de bandido. E diga: venha me prender, agora eu que estou desafiando, venha me prender. Mas não venha prender minha mulher, nem meus netos, nem meus.. a mim, eu to aqui nesse endereço esperando. Os seus policiais. Aí o povo vai pra rua, aí a gente faz um confronto institucional pela política, que é o campo do LULA, e não pelo jurídico que é o campo deles. Pensa nisso. Era.. era alguma observação que eu queria fazer.
ROBERTO TEIXEIRA: Tá ótimo, então.
JORGE: Tá bom, querido.
ROBERTO TEIXEIRA: Ok, então.
JORGE: Um abraço.
ROBERTO TEIXEIRA: Um abraço.
JORGE: Sorte aí, que Deus ajude você.
ROBERTO TEIXEIRA: Tchau.

Avião cai em rio na Colômbia após falha no motor e piloto é resgatado com vida; vídeo


Avião caiu em rio na ColômbiaUm avião do Centro de Formação Aeronáutica Protecnica caiu na manhã desta segunda-feira no Rio Magdalena, no município de Soledad, na Colômbia. No avião, da empresa Madeflex, estava apenas o piloto, José Manuel Montenegro, de 19 anos. Ele está estável e fora de perigo. As informações são do jornal ‘El Heraldo’,
“O paciente sofreu um traumatismo craniano leve, lesionou levemente a coluna, além do tornozelo e perna direita. Ele está consciente e estável”, disse Amy Toscano, gerente da clínica onde o piloto está internado,
De acordo com o médico responsável, o rapaz informou que houve uma pane no motor do avião e, para evitar cair em uma via pública, ele escolheu planar no rio. O avião, tipo Piper PA28, a matrícula HK-4664G, decolou às 8h17 e, às 8h30, ocorreu o acidente,
“Um cidadão viu a queda da aeronave pela Ponte Pumarejo, em direção ao rio Magdalena. Todos correram para ajudá-lo”, informou a Defesa Civil local.
EXTRA